0 Items
  • No Products in the Cart

Nosso negócio do zero! #1 – O Primeiro passo

Date
maio, 13, 2021

O que, como e quando?

Tudo começa com uma ideia, e não seria diferente com a Peachy. Nós já queríamos muito trabalhar juntas porque a gente sabia que o trabalho de uma completava o da outra ♥, pela amizade, e porque temos ideias em comum: Trazer praticidade e inovação através do design e da programação. E ter coisas à pronta entrega sempre foi uma tecla que a gente bateu muito.

A gente nunca conseguiu botar um projeto pra frente antes por diferentes motivos, vibes da vida, responsabilidades, etc. Mas chegou um momento onde a gente já sabia de tanta coisa, e tinha tanta ideia que não dava pra deixar passar mais!

Anotamos tudo, e começamos a pensar se dessa vez podia mesmo ser real. E a primeira coisa foi realmente ver se a gente tinha a possibilidade de arcar com tempo e dedicação, e obviamente, mesmo que pouco, o dinheiro.

1. Começamos com o simples, mas sem desculpas – vai lá e faz!

Quando a gente decidiu que ia tocar o projeto, a gente traçou um plano simples: produtos e conteúdo primeiro, depois a gente pensava em enfeitar, fazer identidades, etc. Porque se tem uma coisa que muita gente faz e a gente também já fez, é aquele famoso sentimento de começar a decorar uma casa no The Sims e deixar ela linda e de repente na hora de criar uma família pra por na casa pra começar a jogar… Cadê a vontade e o tempo?

Então a gente começou com um site simples pra ganhar tempo e deixar nosso site online, pegamos algumas ideias de produtos e já colocamos em prática.

Outra coisa importante: Começamos com o simples e com um foco inicial. Com o cenário atual Covid + Empreendedorismo muita gente tá abrindo um negócio mas a maioria não pode investir pesado em um site. Então os primeiros packs e temas foram idealizados pensando em ser simples, mas bonito e muito útil, para poder ajudar pequenos empreendedores com sua presença online. Como o nosso tema Starter e nossos packs Greenery e Hermione.

Nesse meio tempo eu dei um salto da agência horrível que trabalhava e decidi focar no freelancer de novo, e com isso a gente resolveu também abrir espaço na Peachy pra serviços personalizados. Divulgamos pra antigos clientes, em grupos com pessoas queridas, Instagram, Linkedin, para conseguir também colocar nossa marca não só nos produtos mas também em serviços.

E o melhor de tudo: a gente tava botando a mão na massa mesmo sem design bonito pra nossa própria empresa. Preocupamos mais com ter o que garantir que esse negócio vai dar certo e que pode se pagar, do que simplesmente em ter recursos lindos.

E pra mim, isso foi o que fez diferença. A gente pensou de forma madura que se é pra fazer então vamos fazer e vamos começar com o principal, com o básico e o que já tinhamos. Depois a gente enfeita, depois a gente decora kkkk

E aí que se encaixa aquela autossabotagem famosa de não ter câmera profissional pra tirar fotos dos seus produtos ou de você, sendo que você tem seu celular. Que você não tem um ateliê ou estúdio para começar suas artes, fotografia, desenho, e o escambau. Só começa, faz gambiarra, faz como dá se vira. Só vai aparecer dinheiro pra ter essas coisas se vc começar mesmo sem ter tudo isso.

Se você quer começar, só abraça a ideia e pensa de forma inteligente em como botar pra funcionar com os recursos que você tem.

A gente tá sem tempo, psicológico abalado, doida pra por um site bonito no ar mas sem garantir que a Peachy pode realmente ser um bom negócio isso vai ser só mais tempo perdido.

O mesmo serve pra você! Começa, sem desculpas, com a gambiarra que der. Eu SEI que você vai crescer e daqui a alguns meses a gente vai ter crescido tudo juntinho! Sucesso!

Thayna

Co-fundadora da Peachy, sonhadora, apaixonada por moda alternativa, criatividade e games. Designer Gráfico e de interfaces.

Leave a comment