0 Items
  • No Products in the Cart

Tudo começa com um primeiro passo

Date
fev, 19, 2021

A gente quer criar um site incrível, fazer da Peachy uma coisa colossal e absurdamente importante e apoiadora pra quem trabalha online. Quando a gente ia anotando as coisas no papel o brilho no olho não dava pra esconder: é tudo incrível.

No começo quando a gente olhou pra todas essa ideias incríveis a gente pensou: “Puta merda isso aqui é algo muito grande e importante, temos que fazer”. E nos empolgamos, queríamos ficar pensando naquelas coisas enormes, e em como executar. Mas tem um problema nisso: eram coisas que você não faz da noite pro dia e nem muito menos sem ter uma base já estabilizada.

Então a gente decidiu partir pra um plano de ação, focar menos no bonito, no sonho, como pensar em um super site lindo, em um design incrível e etc. E em focar mais em coisas palpáveis e que podemos executar, como nossos produtos, que são efetivamente o que vai por o negócio funcionando e girando capital pra que a gente continue trabalhando e investindo nesses planos.

Nossa história e nosso plano de ação tem muito a ver com essa mania que a gente tem de tentar fazer o grande e se não conseguirmos começar com o grande a gente nem começa.

E por isso eu quis que esse fosse o primeiro post aqui: pra relatar pra vocês que se a gente começasse direto com as coisas grandes que queremos fazer, nós NUNCA teríamos começado. Não em um ano, não em dois anos… Bom, talvez sim, em dois anos. Mas o que diabos você fica planejando e gastando uma grana preta e tempo em dois anos e fica adiando começar só porque quer começar já com o grande??

Mas não só isso: Uma ideia grande não começa grande. Netflix não é um dos maiores serviços de streaming desde o começo. Não foi algo tipo “PÁ, SOMOS FODA, GRANDES E TEMOS UM STREAMING LOTADO (só não tem Harry Potter)”.

Eles começaram como aquela lojinha de video cassete que você dos anos 90 assim como eu visitava pra pegar uma fita e assistir, ou um cartucho de Nintendo. E eram um nada pra muita gente.

Mas teve que começar assim.

E hoje em dia a jornada deles é case de sucesso, entende? Aquela menina que fazia dicas bobinhas com a pior edição possível no Instagram que hoje é autoridade e referência de dicas para empreendedoras, ela também tem sua jornada como case de sucesso!

Porque o que importa não é o resultado grandão lá no final. O que importa é a jornada e o quão foda e sábio vc fica com ela.

E é isso que estamos fazendo com a Peachy. Começando um passo de cada vez pra uma jornada muito, muito, MUITO, preciosa pra nós.

Se você leu até aqui eu só queria muito que valorizasse isso que tenho pra te dizer: Dê um passo de cada vez, mesmo que curto, tropeçando, com pedra no caminho, mancando… Mas é melhor que seja assim, do que não dar passo nenhum, ou querer dar um salto maior do que sua perna aguenta.

Thayna

Co-fundadora da Peachy, sonhadora, apaixonada por moda alternativa, criatividade e games. Designer Gráfico e de interfaces.

Leave a comment